Pubicado em: ter, maio 26th, 2015

Câmara aprova título que torna Ji-Paraná a Capital do Agronegócio de Rondônia

Os membros da Casa de Leis de Ji-paraná deram mais um passo para que a cidade seja reconhecida na Região Norte como polo do agronegócio.

De autoria do presidente da Câmara Nilton Cezar Rios (PSB), foi aprovado hoje (26) o Projeto de Lei para intitular Ji-Paraná como a “Capital do Agronegócio de Rondônia”. Na Sessão participaram o secretário estadual de Agricultura, Evandro Padovani, o deputado estadual Airton Gurgacz (PDT), o presidente da Associação Comercial e Industrial de Ji-Paraná (Acijip), Hugo Araújo, o vice-presidente da Acijip, Genivaldo Campos, o presidente da Associação Rural de Rondônia (ARR), Sérgio Suganuma e o diretor executivo da ARR, Sérgio Ferreira.

Nilton defendeu que a posição geográfica do município é constantemente definida como privilegiada, e por esta característica ganha importância pelo escoamento de boa parte da produção agropecuária do Estado e fomento de negócios. “As alusões, inclusive, renderam o título à cidade de “Coração de Rondônia”, uma mola propulsora que compreende a produção, diversificação e capacidade gerencial. Não tenho dúvidas que dar este reconhecimento a Ji-Paraná é decisivo para abrilhantar ainda mais eventos como a Rondônia Rural Show, ExpoCorte, além da nossa Expojipa”, falou.

A 4ª Feira de Agronegócios começa amanhã (27) e segue até sábado (30), no Parque de Exposições Hermínio Victorelli, em Ji-Paraná. Evandro Padovani salientou que o título reconhece um município que acolheu o evento desde o seu início em 2012. “A feira foi idealizada pelo governador Confúcio Moura e Ji-Paraná sempre foi à sede e acho justo homenagear um município que tem uma geografia privilegiada e sempre nos recebeu muito bem”, ressaltou Evandro que também explicou que atualmente a Rural Show está entre as 20 maiores feiras do agronegócio brasileiro, sendo a nona em nível de volume de negócios, segundo a revista Globo Rural de janeiro. O secretário disse que foi confirmada a presença de dois ministros na sexta-feira, Patrus Ananias, do Desenvolvimento Agrário (MDA) e Helder Barbalho, da Pesca e Aquicultura (MPA).

O deputado Airton Gurgacz salientou que há muito tempo que Ji-Paraná vem ganhando destaque no agronegócio. “A cidade está se desenvolvendo rápido e temos que cultivar as principais características para elevar Ji-Paraná, assim como toda Rondônia. É o estado que ganha com este crescimento”, pontuou.

Sérgio Suganuma parabenizou o vereador Nilton Cezar pela autoria. “Hoje foi um dia para se ter orgulho de ser ji-paranaense. Sempre contribui com estes eventos, pois sempre apostei no município, então é emocionante ver um trabalho de tanto tempo ficar cada vez mais concreto”, ressaltou.

Para Hugo Araujo, “não tem como negar, que somos a Capital do interior do Estado, e no período do evento, também nos transformando na Capital do Estado”. O presidente da Acijip usou a tribuna ainda para falar sobre o ganho turístico para a região e comercial.
Nilton ainda agradeceu os membros da Casa de Leis pelo apoio e voto à favor, à prefeitura de Ji-Paraná em nome do prefeito Jesualdo Pires, ao governador Confúcio Moura, a Assembleia Legislativa, aos representantes na Câmara Federal e no Senado, e a entidades como a Fetagro, ABCZ e CDL.

IMG_0012

QUALIFICAÇÃO
Nilton Cezar Rios ressaltou ainda, como base para o título, que o evento Nacional ExpoCorte também atesta a qualificação de Ji-Paraná como polo regional. Em 2013, Ji-Paraná foi sede do Circuito Feicorte NFT – uma iniciativa do Agrocentro (que promove a Feicorte – Feira Internacional da Cadeia Produtiva da Carne – em São Paulo há 19 anos) e a Nutrition for Tomorrow Alliance (aliança de marketing cooperativado formada por empresas da cadeia de proteína animal). A Feicorte mudou o nome para ExpoCorte em 2014, e novamente foi realizada em Ji-Paraná. E este ano, a edição no município está programada para 25 e 26 de novembro. Este é o principal evento da cadeia produtiva da carne no País e se destaca como vitrine do setor, referência em qualidade, pesquisa, tecnologia, equipamentos, produtos e serviços. Conforme a organização, o evento vem percorrendo desde 2012, alguns dos principais polos de pecuária pelo Brasil.

RURAL SHOW
A Feira de Agronegócios Rondônia Rural Show figura entre os nove maiores do catálogo do Ministério da Indústria e Comércio e este ano vai receber a certificação internacional, credenciada como espaço para intercâmbio bilateral e atendimento às delegações comerciais e investidores de vários outros países. O credenciamento será assinado pelo governador Confúcio Moura no “Espaço Empresarial”, do evento entre 27 a 30 de maio de 2015. Ji-Paraná vai receber delegações do Peru, Bolívia, Panamá, Rússia, Alemanha, Espanha e África do Sul. Além de instituições como a Secretaria de Comércio Exterior e Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), vinculados ao Ministério do Desenvolvimento da Indústria e Comércio (Midic), o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico Social (BNDES), Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), diretoria Internacional da Empresa de Correios e Telégrafos, Sebrae, Centro Internacional de Negócios da Federação das Indústrias do Estado de Rondônia (Fiero) e Federação das Associações comerciais do Estado de Rondônia (Fecomércio).Na primeira edição, o evento contabilizou R$ 186 milhões em propostas. No ano seguinte, em 2013, o montante saltou para R$ 294 milhões. Em 2014 as negociações resultaram na movimentação de R$ 530 milhões e este ano, a organização espera uma movimentação que ultrapasse R$ 700 milhões.

Fonte:Assessoria/Decom Câmara de Ji-Paraná

Sobre o Autor