Pubicado em: seg, maio 8th, 2017

Fórum de Governadores da Amazônia Legal. Comandante da PMRO fala sobre gestão de conflitos agrários

Na tarde da última quinta-feira, 04/05, durante reunião do Comitê de Segurança Pública do Fórum de Governadores da Amazônia Legal, o coronel PM Ênedy Dias de Araújo, Comandante Geral da Polícia Militar do Estado de Rondônia, fez uma exposição para os Secretários de Segurança dos noves estados da Amazônia Legal, sobre a gestão dos conflitos agrários no Estado de Rondônia. Ele expôs o quadro atual dos conflitos agrários, e apresentou as medidas que foram adotadas pelo Governo do Estado na busca de uma solução para pacificar o campo em Rondônia.

Entre os principais problemas que geram os conflitos, o coronel Ênedy, destacou a falta de regularização fundiária e a falta de fiscalização na venda das terras destinadas a reforma agrária, fato que contribui para um ciclo vicioso, onde algumas pessoas vendem os lotes recebidos e iniciam uma nova invasão, muitas das vezes, praticando ações com extrema violência, que resultam em mortes e destruição de propriedades.

Entre as propostas para diminuir a tensão no campo, o comandante geral sugeriu um grande mutirão de regularização fundiária e a realização de um cadastro fotográfico e biométrico das pessoas, com perfil para agricultura, que desejam receber terras, possibilitando que sejam criados novos assentamentos, visando atender essas pessoas que se encontram nos diversos acampamentos em Rondônia.

Entre as ações realizadas pelo Governo do Estado, coronel Ênedy destacou a preocupação do governador Confúcio Moura, que agendou reunião com o presidente da República, em 22 de novembro de 2016, quando pediu ajuda ao Governo Federal para realizar a regularização fundiária e criar novos assentamentos para atender a demanda por terra das famílias acampadas.

Em outra frente, ações de segurança pública estão sendo realizadas, através de patrulhas rurais permanentes e patrulhamento aéreo, fato que está resultando numa diminuição das ações violentas no campo.

Fonte: pm.ro.gov.br

Sobre o Autor