Pubicado em: qui, out 26th, 2017

Plantas e óleos da Amazônia são tema de minicurso ministrado pela Funtac

Participantes degustaram maionese à base de castanha, patauá e açaí (Foto: Alexandre Noronha/Secom)

A Universidade Federal do Acre (Ufac) realiza nesta semana o IV Simpósio Acreano de Engenharia Agronômica e conta com o apoio de instituições para a execução da programação, que terá palestras, exposições e mesas-redondas, entre outras atividades.

A Fundação de Tecnologia do Acre (Funtac) tem dado sua contribuição ao público acadêmico apresentando experimentos tecnológicos com óleos e plantas, a exemplo do minicurso realizado nesta quarta-feira, 11, sobre Plantas Alimentícias Não Convencionais da Amazônia (Pancs).

Na oportunidade, a diretora-técnica da Funtac Silvia Basso fez uma breve explanação acerca da estrutura de estudos científicos que a instituição dispõe. Só no Laboratório de Produtos Naturais (LPN), por exemplo, há trabalhos nos campos da pesquisa e manipulação de pelo menos 15 espécies de óleos naturais amazônicos, com as quais a fundação desenvolve o trabalho de capacitar famílias de comunidades extrativistas do Acre para a extração e coleta, com o objetivo de tornar todas as cadeias produtivas de oleaginosas rentáveis e comerciais, seja para fins cosméticos, fitoterápicos e até gastronômicos.

As diversas possibilidades de utilização dos óleos na gastronomia chamaram atenção dos participantes, durante momento de degustação promovido dentro do curso com a apresentação de três tipos de maionese à base de castanha, açaí e patauá. “A troca de experiências é sempre muito enriquecedora, e despertar esse público para o que pode ser inovador é muito gratificante”, declarou Silvia Basso.

Daylson (E) frisou a importância do minicurso durante o simpósio (Foto: Alexandre Noronha/Secom)

O acadêmico de agronomia Daylson Bessa frisou a importância de se descobrir o potencial regional das espécies vegetais. “Com certeza esse foi um momento importante para nossa formação acadêmica e profissional por abrir nossa visão para o avanço dos estudos com espécies que o estado tem em abundância e podem ser melhor aproveitadas”, frisa.

Além de processos físico-químicos, a Funtac está presente desde o momento da extração de óleos realizada por comunidades extrativistas a estudos comparativos e experimentos de análise de controle de qualidade para a emissão de laudos técnicos, para possibilitar que cooperativas possam comercializá-los no mercado local e externo.

Repercussão fora do Acre

Em Belém, Atala desenvolveu a maionese com manteiga de murmuru do Acre (Foto: Cedida)

Neste ano os óleos da Amazônia também foram destaque durante evento em que a Funtac participou em Belém (PA). Intitulado “É Panc – a Amazônia Descobre a Amazônia”, o evento promoveu a degustação de pratos inusitados e teve a presença do renomado chef de culinária Alex Atala, que incluiu em suas receitas o óleo de patuá e a castanha do Acre. A novidade com a utilização dos produtos acreanos ficou por conta da maionese de manteiga de murmuru feita por Atala.

 

Fonte: agencia.ac.gov.br

Sobre o Autor