Ação do deputado Lúcio Mosquini derruba obrigatoriedade das prefeituras instalarem câmeras de ré em ônibus usados

351

Acompanhado de 25 prefeitos do estado de Rondônia o deputado federal Lúcio Mosquini (MDB-RO) esteve em audiência no Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) na tarde desta quarta-feira (23).

O objetivo da audiência, com o Diretor Maurício José Alves Pereira, era atender a reivindicação dos prefeitos de Rondônia de prorrogar a Resolução 504 de outubro de 2014, que “dispõe sobre a utilização obrigatória de espelhos retrovisores, equipamento do tipo câmera-monitor ou outro dispositivo equivalente, a ser instalado nos veículos destinados ao transporte coletivo de escolares”.

A audiência foi exitosa e o deputado Lúcio Mosquini conseguiu junto ao Denatran que essa resolução seja prorrogada até 2020. “Essa resolução vai causar a obrigatoriedade dos ônibus saírem de fábrica com essa câmera de ré instalada e não será uma obrigação da prefeitura. Foi uma vitória dos prefeitos de Rondônia”, afirmou Mosquini.

As condições climáticas de Rondônia são complicadores para a implantação desta medida. Em função da poeira, no verão, e da lama, no período do inverno amazônico, as câmeras instaladas no para-choque traseiro do ônibus não funciona muito bem.

Segundo Mosquini o custo de instalação do equipamento varia de 50 a 100 mil reais por prefeitura. “A ação junto ao Denatran suspendeu a necessidade de instalação das câmeras de ré em ônibus que já estão trafegando. Porém permanece a obrigatoriedade nos ônibus que serão fabricados a partir de agora. De qualquer forma é um alívio para as prefeituras”, concluiu Mosquini.

Assessoria de Comunicação
Deputado Federal Lúcio Mosquini




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *