Anatomia Política – 20 De Fevereiro/2013

469

Dejanir Haverroth*

Edição especial sobre a política em VILHENA/RO

Na coluna de hoje vou falar sobre Vilhena no contexto político “eleições 2014”. Alguns fatos e outros boatos dos últimos dias em Vilhena promete levedar a massa. Já é possível prever alguma coisa.

>>>

Fato – Hoje foi a eleição da mesa diretora da Câmara de Vereadores de Vilhena para o biênio 2015/2016. A oposição ao prefeito José Rover, liderada pelo vereador e advogado Junior Donadon, venceu com 60% dos votos. Vejamos algumas conclusões que poderão ser tiradas com o resultado.

>>>

Líder – A primeiro coisa que vele observar é a habilidade do vereador Carmozino Taxista como político e seu prestígio com os colegas da casa. Foi manobra dele a eleição de Vanderlei Graebin para o primeiro biênio (2013/2014), e agora a eleição de Junior Donadon para o segundo biênio (2015/2016).

>>>

Candidato – Outra conclusão que se pode tirar dessa eleição na câmara, é que Junior Donadon não será o candidato a deputado estadual da família Donadon no ano que vem. Certamente a família vai apoiar a candidatura do Secretario da SER/Conesul, Josué Donadon, Irmão de Melki, Natan e Marcos.

>>>

Oposição – Com certeza Junior vai se preparar para concorrer á prefeitura de Vilhena, em 2016. Mas é um longo caminho, cheio de pedras de tropeços. Nos primeiros dois anos ele fará oposição a Zé Rover, mas de forma quase velada, com alguns rompantes, apenas para ficar na mídia.

>>>

Pedreira – No segundo biênio, quando assumir a presidência da casa de leis, a configuração muda. Junior vai apontar todas as cataputas, lanças e flechas para a prefeitura. Porém, ele também terá telhado de vidro.

>>>

Boato – As especulações sobre a candidatura de José Rover ao Senado no ano que vem ganhou as manchetes em Rondônia. Trata-se de um balão de ensaio. A possibilidade de essa informação ser verdadeira é remota, mas não impossível. Vejamos em quais contextos isso pode ou não acontecer:

>>>

Vaga – Comecemos a avaliar pela única vaga ao Senado em 2014 e os partidos políticos. José Rover é do PP, de Ivo Cassol, que é senador e terá mais quatro anos de mandato sem precisar concorrer. O concorrente natural da vaga é o Senador Acir Gurgacz, do PDT, fortíssimo candidato à reeleição, amigo de José Rover, mas adversário histórico de Cassol.

>>>

Acir – O Prefeito José Rover certamente não deixará dois anos de mandato na prefeitura de Vilhena para disputar com Acir Gurgacz uma vaga ao Senado. A possibilidade de Rover concorrer existe, mas isso se Acir não for candidato ao senado, e sim ao governo, e o apoiar ao senado.

>>>

Manobra – Caso Acir Gurgacz se lance ao governo em 2014, terá que romper com o atual governo, onde a família Gurgacz goza das regalias de vice-governador e do DETRAN. É uma manobra arriscada, onde só um grupo teria certeza do despojo – o PP, de Cassol, oposição ferrenha ao atual governador.

>>>

Estratégia – Caso essa manobra aconteça, a máxima “dividir para conquistar” estaria sendo muito bem usada pelo PP de Cassol. Com a candidatura de Gurgacz ao Governo, enfraqueceria o PMDB para as próximas eleições e ainda abriria uma vaga ao Senado. Nesse caso, o PP lutaria por essa vaga.

>>>

Federal – Uma coisa é quase certa: Lisângela Rover deverá ser candidata a deputada federal em 2014. Segundo as analises quantitativas e qualitativas do quadro político do Conesul, caso Natan Donadon não possa se candidatar, Lisângela é a maior possibilidade de eleição de um representante da região no Congresso Nacional.

Dejanir Haverroth – Jornalista e pesquisador
dejanir@revistaenquete.com.br
www.dejahaverroth.blogspot.com

(69) 9975-8514

 




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *