Brasil fica em segundo lugar em ranking global de ofensas na internet

414

Três de cada 10 pais brasileiros relataram ao instituto Ipsos que seus filhos foram vítimas de bullying virtual

São Paulo – Uma pesquisa global sobre cyberbullying (agressões registradas na internet) mostra que o Brasil é o segundo país em que as ofensas em meios digitais são mais frequentes.

De acordo com o levantamento, realizado pelo Instituto Ipsos entre 23 de março e 6 de abril com 20,8 mil pessoas, 29% dos pais ou responsáveis brasileiros consultados relataram que os filhos já foram vítimas de violência online. Na sondagem anterior, divulgada em 2016, esse índice era de 19%. Violência online: Instagram ganha recurso contra bullying 

O Brasil só perde da Índia, onde 37% disseram que as crianças ou adolescentes foram tratados de forma ofensiva – a média global é de 17%.

A pesquisa mostra ainda que mais da metade dos pais brasileiros afirma que as agressões virtuais vieram de um colega de classe do filho – a maior parte delas por meio das redes sociais.

Em tempo: entre as 28 nações, a Rússia é o único país onde os pais não relataram casos de bullying na internet. No ano anterior, 9% dos russos tinham apontado que os filhos foram vítimas de ofensas virtuais.

Veja o ranking:

Fonte: Exame




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *