Caminhada reúne cerca de 200 pessoas para conscientização do Outubro Rosa

47
Com mamógrafo funcionando, o mês foi comemorado “de verdade”, garante prefeito

 

Na manhã desta segunda-feira, dia 22, quase 200 pessoas se reuniram na praça Nossa Senhora Aparecida em prol da campanha do Outubro Rosa da Prefeitura. Alegres, os participantes realizaram uma caminhada organizada pela Secretaria de Saúde até a Praça Angelo Spadari.

O prefeito Eduardo Japonês aproveitou a oportunidade para falar do mamógrafo, que finalmente está funcionando. “Ele está fazendo exames já há cerca de um mês e estamos orgulhosos de ter conseguido garantir que este outubro tenha sido, de fato, rosa. As mulheres merecem respeito, saúde e dignidade”, garantiu.

O evento contou também com o apoio da Secretaria de Comunicação e de empresas privadas. A academia de CrossFit Junior Oliveira também ofereceu alongamento e um aulão de dança ao término da caminhada, ministrado pelo coach Junior de Oliveira.

Quem também marcou presença e participou comemorando com muito entusiasmo foi o prefeito Eduardo Tsuru, juntamente com o secretário de Saúde, Afonso Emérick.

“Queremos que as mulheres do nosso município tenham acesso à prevenção do câncer de mama. Estamos oferecendo laudos e isso é um grande avanço. Infelizmente muitos casos na cidade se agravaram por falta de exame precoce e agora estamos correndo contra o tempo para diagnosticar o quanto antes aquelas que procurarem a gente”, explica Afonso.

O CÂNCER – Considerado um vilão na vida das mulheres por ser diagnosticado em mais de 50 mil mulheres por ano no Brasil, o câncer de mama é um tumor maligno que se desenvolve como consequência de alterações genéticas em células, que passam a se dividir descontroladamente. Ocorre o crescimento anormal das células mamárias, tanto do ducto mamário quanto dos glóbulos mamários.

A campanha de conscientização é importante, pois as complicações da doença podem ser evitadas com o diagnóstico precoce. Uma em cada 12 mulheres terão esse tipo de câncer, e 14 entre cada 100 mil irão morrer dele, segundo a Sociedade Brasileira de Mastologia.

 

Assessoria de Comunicação – Semcom




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *