Equipe econômica de Henrique Meirelles poderá contribuir com plano de Governo de Maurão

281

O pré-candidato a presidente do MDB, Henrique Meirelles, foi recebido na tarde desta quinta-feira (21), por lideranças e militantes do partido, na sede da legenda, em Porto Velho. O ex-ministro da Fazenda e ex-presidente do Banco Central, colocou sua equipe à disposição para colaborar com a construção do plano de Governo do pré-candidato do MDB, Maurão de Carvalho, com quem se reuniu antes de falar aos participantes do encontro.

Um dos nomes mais respeitados no país quando se fala em economia, Meirelles está percorrendo o país, após se colocar à disposição do MDB como pré-candidato à Presidência da República. Além de Maurão, os pré-candidatos ao Senado, Confúcio Moura e Valdir Raupp, o presidente regional do MDB, Tomás Correia, pré-candidatos à Câmara Federal e à Assembleia Legislativa; prefeitos, vice-prefeitos e vereadores prestigiaram o ato político.

Tomás Correia fez a abertura do evento, ressaltando a capacidade de Meirelles enquanto gestor, reunindo, segundo ele, os melhores atributos para o cargo de presidente. “Não temos apenas um pré-candidato à Presidência. Temos o mais preparado, o mais capacitado e com mais experiência para administrar os destinos do país. O Brasil estará em boas mãos, caso o senhor venha a ser eleito presidente”, disse.

Maurão de Carvalho afirmou que Meirelles, profundo conhecedor da economia do país, reunindo em torno de si uma equipe técnica respeitada, se colocou à disposição para contribuir com a construção de seu plano de Governo.

“Rondônia cresce e se desenvolve com a força do setor produtivo e de seu povo trabalhador. Mas, o governante precisa ter uma equipe técnica preparada e tomar as decisões certas para que o Estado siga crescendo. Uma colaboração da equipe do presidente Meirelles na construção do nosso plano de Governo, com certeza vai trazer ainda mais consistência nas ações e favorecer esse desenvolvimento”, destacou Maurão.

Em seu discurso, Meirelles declarou que a economia brasileira enfrentou sérias dificuldades, mas que as decisões tomadas por ele, enquanto ministro da Fazenda, pode retomar os trilhos do crescimento.

“O Brasil esteve em colapso e resgatamos a sua credibilidade, a sua capacidade de crescimento sustentado. Nós tiramos o país da UTI e agora o desafio é colocá-lo em plenas condições de avançar mais, gerando oportunidades”, observou.

Raupp afirmou que dos oito governadores, o MDB elegeu quatro nomes para comandar Rondônia, que se consolida como um dos que mais cresce no país. “O MDB tem história de trabalho, de contribuição para o desenvolvimento do Estado. E nessas eleições temos o nome de Maurão de Carvalho como o nosso pré-candidato ao Governo, para dar continuidade a esse trabalho”, ressaltou.

Valdir Raupp reforçou o coro acerca da preparo de Meirelles como pré-candidato à presidência. “Como presidente do Banco Central e ministro da Fazenda, ele mostrou a sua capacidade, está preparado e conta com o apoio do partido para a disputa do cargo de presidente”, acrescentou.

Confúcio disse que o seu desejo é de que o nome de Meirelles cresça nas pesquisas, por seu conhecimento e experiência. “O Brasil não pode dar lugar a populista ou a aventureiros. Não temos mais tempo para retrocessos, para apostas. O seu conhecimento na economia e também na política o credenciam como o mais consistente para a disputa presencial”, destacou.

Marinha Raupp enfatizou que a presença de Meirelles fortalece as pré-candidaturas em Rondônia, em todos os níveis. “Esse momento é dos mais importantes, onde todos nós temos a oportunidade de conhecer o nosso futuro presidente e a nossa família do MDB, dar as mãos e mostrar a força do nosso partido e da nossa militância, que têm história e capacidade de mobilização”, observou.

Falando em nome dos pré-candidatos a estadual, o ex-secretário de Estado da Saúde, Williames Pimentel pontuou a necessidade de uma parceria do governo de Rondônia com a União. “O que foi construído, com muito trabalho pelo governador Confúcio Moura, precisa ser continuado com Maurão de Carvalho no Governo, com o apoio do futuro presidente Meirelles, que tem compromisso e conhecimento para fazer as reformas que o Brasil precisa”, argumentou Pimentel.

Fonte: ascom




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *