Limpeza na área do novo cemitério de Vilhena envolve patrolamento de 86 mil metros quadrados

126

Secretaria Municipal de Obras deslocou comitiva de máquinas para o local neste sábado.

No último sábado, dia 07, a Secretaria Municipal de Obras (Semosp) iniciou a limpeza e patrolamento da área onde será construído o novo cemitério municipal de Vilhena. Próximo ao frigorífico da cidade, a cerca de 5 quilômetros do Centro, o local recebeu uma comitiva de máquinas da Prefeitura de Vilhena, lideradas pelo secretário municipal de Obras, Marcelo “Boca”, e pelo deputado estadual Luizinho Goebel.

“Vamos nivelar todo o terreno, retirar a vegetação que avançou na área e iniciar também os trabalhos para controle do escoamento das águas, a fim de manter o terreno próprio para uso”, explica Marcelo.

Luizinho também revelou a felicidade em participar da solução de um problema tão antigo na cidade. “Há cerca de 10 anos as pessoas se preocupam com o espaço remanescente do Cristo Rei, mas não houve iniciativa em resolver a situação. Parabenizo o prefeito Eduardo Japonês pela coragem e determinação em enfrentar os grandes desafios de Vilhena com competência”, garantiu.

A área tem 86 mil metros quadrados e já conta com um prédio público que poderá ser revitalizado, após análise e destravamento documental do espaço, abandonado há vários anos, desde que um frigorífico de frangos era planejado para funcionar no terreno.

O cemitério Cristo Rei passa também por ampliação para servir à comunidade por ainda alguns anos. Serão construídos 20 blocos de gavetários com 52 vagas cada um, totalizando 1.040 novos possíveis túmulos, inspirados em projetos semelhantes em grandes cemitérios do país. O primeiro bloco destes, inclusive, está finalizado e já recebeu várias urnas desde fevereiro.

 

O PROJETO – O novo cemitério será dividido em seis alas: duas para gavetários, uma para ossuário, uma para cemitério vertical e duas para cemitério parque, que terão, respectivamente, enterros de gavetas subterrâneas triplas ou sêxtuplas. Avaliado em quase R$ 1 milhão, a obra terá ainda capela, almoxarifado, salas administrativas, muro, calçadas, gramado, jardins, banheiros, oratório, depósito e será circundado por um cinturão verde 6,8 mil metros quadrados.

Na ala reservada para a possível construção de um cemitério vertical, poderá ser edificado um prédio de pelo menos 10 andares para necessidades futuras, destinado a milhares de sepulturas. Este espaço poderá ser construído futuramente pela própria Prefeitura ou por outros meios legais.

Fonte:
Semcom




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *