PF abre inquérito para investigar Pazuello por conduta na crise sanitária do Amazonas

36

Por Jovem Pan

29/01/2021 16h10

Após determinação do ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, Polícia Federal instaurou inquérito para investigar Pazuello nesta sexta-feira, 29

A Polícia Federal abriu nesta sexta-feira, 29, um inquérito para investigar a conduta do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, durante a crise sanitária no estado do Amazonas.

A investigação foi iniciada após pedido do ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), e deve ser conduzida pelo Serviço de Inquéritos Especiais da PF. A determinação de Lewandowski, datada do dia 25, atendia a um requerimento feito pelo Procurador-Geral da República, Augusto Aras, após representação criminal apresentada pelo partido Cidadania.

Na representação, o PGR pediu que apurações determinassem se Pazuello deixou de adotar medidas preventivas mesmo após ter sido alertado com antecedência sobre a possibilidade de falta de cilindros de oxigênio nos hospitais de Manaus.

Agora, a PF deve ouvir o ministro. Pela decisão de Lewandowski, Pazuello deve ser escutado com dia e hora previamente marcados, respeitando prazo de até cinco dias a partir da intimação. O inquérito aberto nesta sexta-feira terá prazo de 60 dias para a conclusão e deverá tramitar sob sigilo.

No momento, segundo dados do próprio Ministério da Saúde, o Amazonas é o estado com maior taxa de mortalidade por Covid-19 no Brasil, registrando 185,1 óbitos a cada 100 mil habitantes. O Ministério da Saúde foi procurado pela equipe da Jovem Pan, mas não se posicionou sobre a abertura do inquérito até o fechamento desta nota.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *