Plataforma Sesi Viva+ é lançada na capital 

36

O Sesi Viva+ é uma plataforma criada para preparar e apoiar empresas no atendimento às questões relativas à SST no eSocial – sistema que comunica ao governo, de forma unificada, informações sobre saúde e segurança dos trabalhadores. O Sesi vai fornecer às empresas um sistema com todos programas legais parametrizados conforme exigências do eSocial, englobando módulos como higiene ocupacional, ergonomia, análise de riscos, saúde e segurança no trabalho.

O Sesi (Serviço social da Indústria) Rondônia lançou, na noite desta terça-feira, 9, a plataforma Sesi Viva+, um novo espaço digital para gerenciar os programas e serviços realizados pelo Sesi nas empresas, voltados a saúde e segurança na indústria. Nesta nova ferramenta, todas as informações e dados já coletados vão estar registrados em um único local, facilitando a gestão das questões relacionadas ao ambiente de trabalho.

“O ambiente único de dados de saúde, segurança e estilo de vida do trabalhador da indústria, possibilita a geração de informações qualificadas e estruturadas, além de estudos epidemiológicos para apoiar as indústrias na redução de custos com saúde e afastamento, diminuição de riscos legais, na prevenção de acidentes e aumento da produtividade. A afirmação é do superintendente do Sesi e IEL e diretor regional do Senai Rondônia, Alex Santiago, que fez a abertura do evento na Fiero.

O evento contou com a participação do médico especialista do Sesi Departamento Nacional – Unidade de SST, Claudio Patrus, que abordou o tema o impacto do eSocial nas empresas. Patrus explica que a plataforma disponibilizará diversas informações úteis às empresas, como indicadores de gestão para saúde e segurança do trabalho – SST; alertas sobre processos e conformidades com os programas sociais; a redução de seus custos com FAP, dentre outros.

“O Sesi Viva + vai atender uma demanda do mercado para fazer uma gestão integrada de saúde e segurança na indústria brasileira. Em um primeiro momento, focado em reduzir os riscos legais na implantação do eSocial, mas também é uma estrutura de sistema de informação preparada para que as empresas possam gerir programas de promoção da saúde e gestão de saúde completa”, detalhou Patrus.

O vice-presidente de Assuntos de Infraestrutura da Fiero e presidente do Sinduscon-RO, Emerson Fidel, elogiou a iniciativa e comentou a importância de encarar a obrigatoriedade do eSocial não apenas como um controle do governo, mas como oportunidade de promover melhorias de processos a partir dos dados coletados.

Empresários, diretores e conselheiros do Sistema Fiero marcaram presença no lançamento que aconteceu no salão de convenções da Casa da Indústria, em Porto Velho.

Assessoria de Comunicação Social do Sistema Fiero
Carlos Araújo




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *