Por problemas climáticos, produtores rurais esperam queda na produtividade do milho na região de Cerejeiras

61

Situação é mais grave em outras regiões produtoras de Rondônia

Está começando, nesta semana, a colheita de milho na região de Cerejeiras. Seguindo a tendência da realidade do restante do estado, os produtores do interior do Cone Sul estão calculando uma perda da produtividade, provocada por problemas climáticos.

“Estimo uma queda de uns 10% na produtividade da minha lavoura”, disse um dos produtores da região, que planta cerca de 100 hectares no município de Cerejeiras.

A queda da produtividade, esperada pela maioria dos produtores da região, se deu por dois motivos que se inter-relacionam.

O primeiro foi o atraso das chuvas no ano passado, que empurrou o plantio de soja para frente e, consequentemente, adiou o plantio de milho entre 15 e 30 dias – atraso que já faz diferença.

A segunda razão, proveniente da primeira, é que as chuvas começaram a ficar mais fracas quando o milho estava granando.

Segundo apuração do FOLHA DO SUL ONLINE, a mesmíssima realidade está ocorrendo nas demais regiões produtoras do cereal em Rondônia. Na região de São Miguel do Guaporé, por exemplo, as perdas serão ainda maiores. “Fiz um levantamento aqui na região de São Miguel, Seringueiras e São Francisco e apurei que a quebra de safra de milho passa de 30%, e em alguns casos chega a 40%” disse o produtor Diego Meurer, de São Miguel do Guaporé.

Fonte: Folha do Sul




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *