Secretaria Municipal de Planejamento explica andamento de projetos de asfalto para moradores

143

Planilhas e etapas do projeto foram esmiuçadas para moradores representantes de seus bairros

PROJETOS DE ASFALTAMENTO somam mais de 30 km e devem ter obras iniciadas em 2021

A fim de evitar aglomeração, mas também com o objetivo de prestar esclarecimentos solicitados por moradores de vários bairros da cidade, a Secretaria Municipal de Planejamento (Semplan) organizou reunião reduzida para explicar a representantes de locais da cidade que têm projetos de pavimentação em fase de conclusão quais as etapas que ainda precisam ser vencidas para que as obras se tornem realidade.

Realizada no auditório da Câmara Municipal de Vereadores, a reunião foi organizada pelo vereador Rafael Maziero e seus assessores. O parlamentar sofreu acidente doméstico e não pode comparecer, no entanto, o vice-presidente da Câmara, França Silva, representou o poder Legislativo na exposição. Os detalhes dos projetos foram dados pelo engenheiro e secretário municipal de Planejamento, Eduardo Fernando, que levou os projetos físicos e cópias das planilhas com a sequência de andamento dos projetos.

Há duas grandes iniciativas de asfaltamento da Prefeitura. A primeira é do programa Avançar Cidades e envolve os bairros Barão do Melgaço 1 e 2, Alto dos Parecis e Bela Vista. A segunda é do programa Finisa e beneficia os bairros Jardim Social, Jardim Universitário e Cidade Nova. São mais de 30 quilômetros de asfalto sobre os quais a equipe de engenharia se debruça para que se tornem realidade o quanto antes.

“O programa Avançar Cidades teve seu projeto de obra aprovado pela Caixa em setembro de 2019. Assim, fomos em busca do recurso por meio do financiamento e a Prefeitura fez a sua parte. A expectativa era que em cerca de seis meses conseguiríamos aprovação. Entretanto, em março, com o advento da pandemia, além da avaliação da Caixa Econômica era necessária uma reanálise de todo o projeto por um comitê especial do Governo Federal. Essa análise foi concluída somente em 16 de julho e ainda custou quase R$ 70 mil aos cofres da Prefeitura. Era inevitável e isso consumiu boa parte do nosso tempo hábil neste ano. Agora, o processo está em análise para liberação de endividamento no Ministério das Cidades”, explicou Eduardo.

Assim que o Ministério aprovar o trâmite, a Prefeitura poderá assinar o contrato de financiamento somente após o período eleitoral e, então, realizar a licitação. Dessa forma, a expectativa é que a obra do Avançar Cidades comece no primeiro semestre de 2021.

O projeto Finisa, por sua vez, tem trâmite semelhante. O secretário municipal de Administração, Welliton de Oliveira, acompanha o processo. “A análise de endividamento que tínhamos vale por um ano e venceu agora, dia 11 de agosto. Estamos aguardando a nova análise para apresentar essa documentação renovada ao Governo Federal. Isso deve acontecer nos próximos dias. A partir daí, o trâmite segue semelhante ao outro projeto: aguardar aval do Governo Federal para o financiamento, assinar o contrato, realizar a licitação e dar a ordem de serviço. Estamos deixando tudo aprovado e finalizado para que o projeto possa ser licitado a partir de janeiro de 2021”, revela.

Eduardo Fernando lembra que a maior parte dos projetos de asfaltamento, mesmo sem pandemia, demoram bem mais para se tornarem realidade e que estes bairros serão asfaltados em um prazo curto comparado com a média. “Estou há quase 20 anos aqui e boa parte desses asfaltos da cidade tiveram participação minha e da equipe que está na Semplan hoje. Infelizmente, muitas gestões não se preocuparam em dar autonomia, estrutura e agilidade no trabalho técnico dos engenheiros, arquitetos e projetistas da Secretaria Municipal de Planejamento. Nesta gestão recebemos as condições necessárias para desenvolver dezenas de projetos. Essa diferença na agilidade pode ser vista nestas duas iniciativas de asfaltamento, que vão sair do papel em cerca de três anos, enquanto muitos dos que estamos executando hoje foram iniciados há oito ou nove anos atrás. É uma melhora substancial”, completa Eduardo.

 

Por Assessoria/Semcom

 




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *