Senai lança os conceitos da Indústria 4.0 em Rondônia

75

Aberto ao público, que lotou o salão de convenções da Casa da Indústria, em Porto Velho, o evento Desvendando a Indústria 4.0 realizado pelo Sistema Fiero  e seu braços operacionais Sesi (Serviço Social da Indústria) e Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial), nesta quarta-feira, 12, incluiu palestra sobre o tema, ministrado  pelo gerente do Centro de Tecnologia  Sesi-Senai do Distrito Industrial, Gideoni Oliveira,  além de debate com a participação de representantes de empresas locais, dentre elas, Votorantim; Porto Lâminas e Grupo Rovema.

O superintendente do Sesi-IEL e diretor regional do Senai, Alex Santiago, classificou o evento como o primeiro passo para desmistificar a ideia de que a Indústria 4.0 é algo complexo. “A rigor apresentamos conceitos simples e soluções que vão ao encontro da necessidade do empresário para adaptar seu processo produtivo a um modelo mais eficaz. Para fortalecer ainda mais a proposta, o Sistema Fiero vai realizar através do Sesi e Senai, uma série de eventos voltados para o atendimento do setor industrial no diz respeito a Indústria 4.0”, comentou.

O diretor acrescenta ainda que o encontro ultrapassa o conceito de formação e informação, posto que serão ofertadas sistematicamente aos empresários rondonienses o desenvolvimento de soluções tecnológicas para aumento eficiente e eficaz da produtividade industrial.

De acordo com Gideoni Oliveira, a indústria 4.0, como é conhecida a integração do mundo físico e virtual através de tecnologias digitais, vai mudar a forma de produzir, gerar novos negócios e transformar o mercado de trabalho. O uso de recursos como internet das coisas, big data e inteligência artificial também pode aumentar a produtividade das empresas.

Gideoni assegurou que os objetivos foram alcançados. O público interessado e a interação com os debatedores comprovam a necessidade do debate e a relevância do tema Indústria 4.0”, garante o articulador.

O debate mediado pelo gerente mostrou que as tecnologias digitais são acessíveis a empresas de todos os portes, com baixo investimento e podem trazer ganhos relevantes. “Empresas de todo o mundo estão iniciando esse processo. A indústria 4.0 deve ser vista como uma oportunidade para o Brasil dar um salto em produtividade e gerar mais desenvolvimento”, avalia Gideoni Oliveira.

O líder de manutenção mecânica da Votorantim-Porto Velho, Tiago Pereira dos Santos -, formado pelo Senai em 2014, foi um dos participantes do debate. “A Votorantim conta com alguns projetos para incluir a plataforma 4.0 nas fábricas do grupo. E a de Porto Velho também está no mesmo caminho. Viemos contribuir com a nossa experiência. Neste evento sobre a Indústria 4.0, em meu ponto de vista, um movimento que vai contribuir para a melhoria do processo produtivo e diminuição dos custos. Na fábrica da Votorantim em Cuiabá, o Grupo já iniciou o projeto piloto na área da manutenção”, disse.

Com perspectivas e realidades singulares, os debatedores representantes das empresas Porto Lâminas; Grupo Rovema e Votorantim citaram os distintos percursos utilizados pelas respectivas empresas em direção à digitalização promovida pela Indústria 4.0. Eles foram unânimes em destacar a importância da iniciativa do Senai, realçando que todo investimento em tecnologia é fundamental. O mercado está em busca de melhores profissionais e a tecnologia e a inovação da Indústria 4.0 vai ao encontro das novas necessidades das indústrias que estão trabalhando para otimizar a produção.

Assessoria de Comunicação Social do Sistema Fiero




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *