TikTok deve anunciar a venda de suas operações nos EUA nos próximos dias

56

Fontes dizem que a compra do TikTok pela Microsoft será feita em parceria com o Walmart

 

Na manhã desta quinta-feira foi confirmado que Kevin Mayer estava deixando o cargo de CEO do TikTok, em meio ao conflito entre a plataforma de compartilhamento de vídeos curtos e o governo dos Estados Unidos. Agora novas informações da CNBC dizem que o motivo para Mayer ter decidido deixar o cargo é que ele foi excluído das negociações para conclusão da venda do TikTok para uma empresa americana.

Além disso, fontes do CNBC afirmam que a saída de Mayer indica que o acordo de aquisição pode ser anunciado nos próximos dias, e que o comprador provavelmente seria a Microsoft. A empresa de Redmond foi apontada como a mais provável para prosseguir com a aquisição do TikTok.

Mayer escreveu uma carta à sua equipe antes de partir na qual ele disse que o papel do CEO no TikTok deveria mudar drasticamente. O jornal The Wall Street Journal viu uma cópia da carta, que dizia: “Eu entendo que o papel pelo qual me inscrevi — incluindo a operação do TikTok globalmente — será muito diferente como resultado da ação do governo para pressionar por uma venda das operações nos Estados Unidos. Sempre estive focado globalmente no meu trabalho, e liderar uma equipe global que inclui o TikTok nos EUA foi um grande atrativo para mim”.

O plano era que Mayer anunciasse sua saída ao mesmo tempo em que o TikTok anunciaria sua venda. Como a intenção dele de deixar a empresa vazou, Mayer precisou esclarecer tudo antes do que ele esperava. Vários funcionários da ByteDance disseram que ficaram chocados com a decisão de Mayer e disseram que não esperavam por isso.

Como acontece com muitas empresas de tecnologia chinesas que tentam operar nos Estados Unidos, a atual administração acusa o TikTok de ser uma ameaça à segurança nacional porque pode passar para Pequim dados obtidos sobre consumidores e corporações dos EUA. A ByteDance diz que o TikTok usa apenas dois servidores para armazenar dados pessoais com o principal nos EUA e um servidor de backup alojado em Cingapura.

Além da Microsoft, informações recentes sugerem que a Oracle também está interessada em comprar as operações do TikTok. O Twitter também havia demonstrado interesse, mas não saiu disso. Outras informações indicam que a compra do TikTok pela Microsoft será feita em parceria com o Walmart. Um porta-voz do Walmart disse que “A forma como o TikTok integrou os recursos de e-commerce e publicidade em outros mercados é um benefício claro para os criadores e usuários nesses mercados. Acreditamos que um potencial relacionamento com o TikTok nos EUA em parceria com a Microsoft poderia adicionar essa funcionalidade chave e fornecer ao Walmart uma maneira importante de alcançar e atender clientes, bem como crescer nossos negócios de mercado e publicidade de terceiros. Estamos confiantes de que uma parceria Walmart e Microsoft atenderia às expectativas dos usuários do TikTok dos EUA, ao mesmo tempo em que satisfaria as preocupações dos reguladores do governo americano”.

Independentemente de quem acabe comprando o TikTok, a transação deve ser avaliada entre US$ 20 e US$ 30 bilhões, embora um número específico ainda não tenha sido decidido. Teremos que esperar por um anúncio formal nos próximos dias.

 

Por Mundo Conectado


TAG


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *