Total de mortos por coronavírus passa de 6.000 na Rússia

61

País é o terceiro em número identificado de infecções e o 13º em número de mortes.

A Rússia superou o total de 6.000 mortes por coronavírus nesta terça-feira (9), enquanto Moscou suspendeu o confinamento, apesar dos milhares de novos casos de contágio no país.

De acordo com dados oficiais, o número total de contaminados por Covid-19 na Rússia chegou a 485 mil, com 6.142 mortos. O país permanece em terceiro lugar no mundo em número de infecções.

Nas últimas 24 horas, foram registrados 8.595 novos casos, um número estável por mais de três semanas, e 171 novos óbitos.

Moscou, a capital, continua sendo o epicentro da epidemia, com quase metade do número de mortos, apesar de o número de contaminações diárias ter passado de cerca de 6.000, no início de maio, para 1.572, na terça-feira.

Levando esses números em consideração, o prefeito de Moscou, Sergey Sobianin, anunciou na segunda-feira o fim do “autoisolamento” em casa, estabelecido em março, assim como do sistema de passes em vigor até o momento.

Os cerca de 12 milhões de habitantes de Moscou deverão, porém, continuar usando máscara na rua e máscara e luvas em locais fechados e nos transportes.

“Há muita gente na rua. É um bom dia”, diz Olga Ivanova, gerente de marketing de 33 anos, com um sorriso.
Os opositores do Kremlin afirmam que as autoridades estão acelerando o desconfinamento para o grande desfile militar em 24 de junho, quando se celebra a vitória contra o nazismo e, também, de olho no referendo sobre a reforma da Constituição.

Previsto para abril, foi adiado para julho. A reforma permitirá a Vladimir Putin permanecer mais tempo no poder.

FONTE: G1 GLOBO




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *