Trabalho unificado das gerências de tecnologia do Governo de Rondônia deve reduzir gastos para próxima gestão

96

A Superintendência do Estado para Resultados (EPR) realizou workshop de Construção de Programa TI Colaborativo, no qual reuniram-se as gerências de Tecnologia da Informação de várias secretarias do governo. A capacitação durou cerca de uma semana e tinha como principal objetivo promover desenvolvimento de soluções inovadoras em tecnologia aos poderes públicos e à sociedade, com o trabalho integrado pelas equipes de TI, o governo pode ter redução de gastos na criação de sistemas.

De acordo com o diretor Hudyson Santos Barbosa, membro da Diretoria Executiva de Tecnologia da Informação e Comunicação (Detic), “as secretarias demandam projetos e sistemas que muitas vezes servem para ela e para outras secretarias ou órgãos e isso tem custos, então, com um serviço adaptado e reutilizado para demais secretarias há uma redução nos custos”. Segundo o diretor da Detic, a orientação de trabalho em equipe que todas as secretarias do governo vêm tendo deve solucionar problemas que são encontrados até mesmo pela sociedade em contato setor público.

“Em contato com o governo a população vê muita burocracia e relata isso as secretarias. Com esse problema que determinada secretaria recebe podemos solucionar dificuldades que passam em outras repartições e isso vai unificando o trabalho tecnológico e operacional”, diz Hudyson. No workshop os representantes trabalham em equipes em que elas montam grupos que constroem projetos que trazem as soluções.

As equipes participantes do curso compartilham informações e experiências que são trabalhadas nas suas respectivas secretarias de estado, e para o gerente de desenvolvimento, Maicon Moreira, “com esse trabalho é possível construir um programa estadual embasado nas realidades encontradas pelas equipes”.

Segundo os representantes da EPR, o órgão ainda está em processo de levantamento para saber o quanto é economizado, mas afirmam que todo sistema elaborado tem um custo e quando esse sistema é aproveitado por outra setor já é possível ter margem de lucro para o governo.

Texto: Maximus Vargas
Fotos: Andrey Matheus




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *